| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

final (in)feliz





acabou!
chegou ao fim na primeira iniciativa para uma conversa e esta definitiva, o texto vinha decorado e foi debitado de uma assentada. Há muito que esta conversa andava a ser evitada, há muito que me fugia para que não fosse confrontado e agora de uma só vez pôs sobre a mesa todas as cartas do jogo de uma vida. Morreu o meu amor. Mataste-o!