| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Conjugação do verbo ESTAR



Numa reunião escolar na presença dos pais, a professora ressalvava o apoio que os pais devem dar aos filhos, pedia-lhes que estivessem presentes o máximo de tempo possível. Considerava que, embora a maioria dos pais e mães trabalhassem fora, deveriam arranjar tempo para dedicar às crianças...
A professora ficou surpreendida quando um pai se levantou e explicou humildemente que não tinha tempo para falar com o filho, nem vê-lo durante a semana pois quando saia para trabalhar era muito cedo e o filho ainda estava a dormir e quando voltava do trabalho já era muito tarde e já não estava acordado. 
Explicou que tinha de trabalhar para prover o sustento da família mas por outro lado que isso o deixava angustiado  por não ter tempo para o filho e que tentava compensa-lo, beijando-o todas as noites quando chegava a casa. E para que o filho soubesse da sua presença, ele dava um nó na ponta do lençol que o cobria, isso acontecia religiosamente todas as noites quando o beijava. O nó era o meio de comunicação entre eles
A professora emocionou-se com aquela história e ficou surpreendida quando constatou que o filho desse pai era um dos melhores alunos da escola
Aquele pai encontrou a sua forma de comunicar com o filho, simples mas eficiente, e o mais importante é que o filho percebia

Esta historia fez-me reflectir a forma das pessoas se fazerem presentes. Simples gestos como um beijo curam dores de cabeça, arranhões no joelho, o medo do escuro. As pessoas podem não entender o significado de muitas palavras mas sabem reconhecer um gesto de amor, mesmo que esse gesto seja apenas ... um nó no lençol...

4 comentários:

  1. É tão dificil estar presente, mas a forma como esse pai o faz é tão apaixonante e comovente.

    ResponderEliminar
  2. Olá Eu sou assim e assim sou eu, vim aqui ter através de um comentário que deixaste no blog da Scarlet que achei muiti acertado. Gostei muito do teu cantinho e vou voltar mais vezes :)

    ResponderEliminar

*