| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

e o pai da criança...

alguém por quem eu ainda sinto um misto de amor / ódio
apareceu um dia, do nada entrou e desarrumou tudo da inconsciência juvenil com que abriste caminho em mim e do espírito de aventura com que me desbravas-te tristeza fora Lindo e com o sorriso mais encantador, barba mal semeada, olhos verde brilhante, e pestanas, uma sensibilidade e um carinho que é coisa que só se vê p'raí em filmes bem românticos...

mas não foi o aspecto físico que suscitou a paixão, foi a sensibilidade, o carinho com que se expressava, contrastando com tudo aquilo que eu tinha sido habituada, contrastando com carências que naquela altura me assolavam...
sendo a pessoa que melhor me tratou até hoje, que me fez sentir especial- viveram-se muito intensamente pouco mais de dois anos de paixão...

mas a paixão era verde, veio uma vaca e comeu

Sem comentários:

Enviar um comentário

*