| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

HISTORIA de ENCANTAR



Esta é a história da lagarta que aprendeu a ser borboleta para conseguir voar.
Comia ervas aromáticas porque era feita de cheiros, seguia perfumada pelos prazeres que tais ervas lhe proporcionavam.
Um grilo perguntou-lhe como distinguia as ervas se não tinha nariz.
- Como-as -  respondeu-lhe - e pelo sabor descubro-lhe o cheiro. Também não tenho olhos mas toco nas cores que me ensinarão a voar.
- Para uma lagarta andas muito bem informada, como sabes essas coisas todas? Eu que sou grilo e canto saberes, poesias, profecias, não conheço as cores sem as ver.
- O teu mundo é maravilhoso grilo, consegues voar, e sei que não há nada mais belo, por instinto, quem nasce para ser livre sabe pelo que lutar.
- Mas se ainda não voaste?
- Mas sei do que sou feita e no Casulo pintarei minhas asas, para numa Borboleta me transformar.
- E depois? Perguntou o grilo.
- Não sei, quando for Borboleta, seguirei o instinto que as asas me quiserem dar, ainda sou lagarta, apenas sei que nasci para voar.


1 comentário:

*