| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|


A vida é uma grande [merda] treta!

Um dia acordamos e estamos de pé, firmes e hirtos, cheios de orgulho ao fazer uma retrospectiva de vida, o balanço das batalhas que foram travadas e com a certeza que temos, além de muita força, todo o tempo do mundo para os desejos que ainda temos, vamos deixando tudo para daqui a bocado, logo à tarde, amanhã, para a semana, para qualquer dia "Ainda é cedo", "amanhã vemos isso" Afinal, as certezas e garantias de um amanhã tornam-se depois longas e duras batalhas, hoje estamos cá, estamos vivos e com saúde, amanhã não sabemos o que nos resta e ficamos demasiado tempo a pensar no que não vale a pena, sofremos e desgastamos-nos demasiado por situações que afinal não são assim tão graves pois quando nos aparece algo REALMENTE GRAVE sentimos-nos ridículos, impotentes e pequeninos. Este fim-de-semana senti-me assim, impotente, ridícula e pequenina. Ridícula pelo tempo que perdi, por tudo o que lamentei, pelas vezes em que achei que estava mal. É em dias como o de hoje, ao tomarmos consciência daquilo que realmente é grave, de percebermos que realmente a nossa vida por estar presa por um fio, que temos vontade de sair a correr para fazer as pazes com aquele amigo, vontade de aproveitar todos os momentos possíveis com aquele alguém especial, vontade de partir para o lugar que sonhamos conhecer, vontade de viver tudo o que podemos e queremos e deixarmos-nos de idiotices e de dramas e de medos e de merdinhas que por aquilo que as pessoas se deparam no dia a dia são tão pequenininhas

A vida é injusta sim, tem-no sido para pessoas que me são queridas e mais uma vez não deu tréguas

2 comentários:

  1. chora-se muito de barriga cheia...
    É tudo o que me ocorre dizer neste momento

    ResponderEliminar
  2. A vida não é injusta. Nós é que andamos a dormir quando pensamos que a vida é um sonho.

    ResponderEliminar

*