| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Mais do mesmo




Abro os meus olhos de manhã, ao deslizar os pés sobre o chão gélido, um largo sorriso se estende sobre os meus lábios. Chegou o grande dia. Esperei dois anos por ele, parecia que o tempo nunca tinha demorado tanto a passar, e ele chegou, numa manhã solarenga de Agosto, o sol veio dizer-me bom dia. A primeira coisa que fiz foi abrir o roupeiro e deixar sobre a cama, a roupa que já havia escolhido com muita antecedência... Dom piolho acordou bem-disposto, como me habituou desde o primeiro dia em que passou a fazer parte da minha vida. O meu corpo tremia com toda a tensão por saber que faltavam apenas algumas horas. No rádio tocava uma música que me fez viajar enquanto ensaiava tudo o que iria fazer, mesmo sabendo que no momento certo não me lembraria de nada daquilo que foi programado. A euforia era tanta que me ensaiei milhares de vezes. Vesti a roupa que permanecia ainda intacta sobre a cama. Estávamos lindos! Para o bebé era um dia perfeitamente normal, a inocência dos seus dois aninhos não permitiam ainda perceber que seria um dos dias mais importantes na sua vida. Dentro do carro desesperava-se, o caminho era longo, e mais longo nos faz parecer, a cada quilómetro o coração palpitava mais forte. Chegou a grande hora. Instituto de medicina legal aguarda-nos. O pai está à porta e dirigiu-se ao carro assim que estacionei. Seria o primeiro contacto entre as duas pessoas que mais amo. Foi mágico!
Tirei-o do carro, o pai estava ligeiramente afastado e ao aproximar-se com seu sorriso mais brilhante, D.Piolho correu para os seus braços. Abraçaram-se como se já se conhecessem à tempo e “isto” fosse apenas um longo abraço de saudade

*2002

6 comentários:

  1. São (só) verdades e saiem do coração :)

    ResponderEliminar
  2. Eu acho eram saudades mesmo.

    ResponderEliminar
  3. Só lamento a velocidade como contas a história, tipo pápa-reformas no auto estrada... mas~não condeno, entendo o peso de cada palavra que aqui deixas, entendo o quanto te custe e custe o que custar, eu vou estar aqui até ao fim :)

    ResponderEliminar

*