| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Espero que não seja contagioso!



Há dias dos quais tiramos pequenas sabedorias para o resto da vida, noutros aprendemos com os erros de quem nos é proximo, também há dias em que não se passa nada e outros em que não temos mãos a medir, se fizermos uma reflexão e nisso, os panos do pó, os ferros de engomar e outros acessórios que nos permitem estar sozinhos connosco proprios, são fantásticos...
Há pouco, enquanto conversava com o meu pano do pó, aqui na sala entre o tirar e por na prateleira, estava a lembrar-me daqueles "amigos" com quem, pelas circunstancias profissionais somos obrigados a partilhar a mesa do café depois do almoço e realmente eu tive a certeza de uma duvida que já me atormentava à uns dias semanas:  Há pessoas que são como os balões, aqueles balões de fantasia que se vendem nas feiras de verão, aqueles balões que são cheios de ar quente e ficam sempre direitinhos, até lhes tocarmos. Assim que lhes metemos a mão o ar que têm dentro dissipa-se e estes esvaziam-se... conheço "pessoinhas" exactamente assim, e como se não bastasse, sou obrigada a lidar com elas


4 comentários:

  1. Isso não se pega. Depende só de ti.

    ResponderEliminar
  2. ...mas nem sempre é agradável conviver com esses colegas. é um facto.

    ResponderEliminar
  3. Pois...
    Não me afecta directamente, é um facto :)

    ResponderEliminar

*