| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Oh, jura!

E no telemóvel esta manhã estava escrito:

Adorei este Domingo convosco, gostei da tua companhia e do
menino, no cinema qualquer filme seria bom, embora nunca
melhor que a vossa presença, podemos repetir? No proximo?

Faço isso há 10 anos, tardes fantásticas com o Piolho, e tu, onde estiveste? Onde estão agora os amigos, aqueles que te levaram para os caminhos de onde tantas vezes te fui buscar e para onde todas as vezes tu voltaste, eles eram os bons, eu fui sempre a má e agora vens falar em repetir um Domingo onde tu já não tens lugar, nem fazes falta, nem é a tua onda. Queres ir surfar connosco, correr connosco, patinar connosco? Fretes? Fretes para me conquistar? Escusas de te esforçar, conquistaste-me durante todo o passado, mas entretanto percebi que me contentei toda a vida com migalhas e migalhas eu estou cansada de apanhar do chão, não consigo mais curvar-me para apanhar os teus restos, nem sequer já preciso deles, aprendi a viver sozinha, tal como vivi sempre, a diferença é que a tua presença física existia, à noite, pelo menos, na cama, não aproveitaste enquanto estiveste em primeiro lugar na minha vida, não aproveitaste os últimos dez anos e agora vens tentar recuperar o perdido?
Não tens o direito, sofro e sofrerei todos os dias pelo que fomos, sofro pelo que continuo a lutar para ter e dar uma vida digna, sofro por coisas que ninguém merece mas pelas quais eu passei, por ti

1 comentário:

  1. :S

    pois, só se dá valor quando se perde, infelizmente ... **

    ResponderEliminar

*