| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Um dia...



Um dia, contei os teus dedinhos e beijei-os um por um.

Um dia, quando caíram os primeiros flocos de neve, peguei em ti, bem alto, e vi-os derreter na tua pele de bebé.
Um dia, atravessámos a rua e tu seguraste a minha mão com força.
Nessa altura eras o meu bebé, agora és o meu menino.
Por vezes, enquanto dormes fico a ver-te sonhar, e sonho também...
(...)
Um dia, cantarás ao vento, e o vento levará consigo a tua canção.
Um dia, hei-de ver-te da varanda a dizeres-me adeus, até te perder de vista.
(...)
Um dia, ver-te-ei escovar o cabelo da tua filha.
Um dia, daqui a muitos anos, também o teu cabelo brilhará ao sol como a prata.
E quando esse dia chegar, meu amor, hás-de lembrar-te de mim."
Autor: Alison Mcghee e Peter h. Reynolds

3 comentários:

*