| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

E chegámos à mesma conclusão:



[ontem, quando recebi visita de uma amiga]
Quando acabavam os namoros arrancavam-se as fotos que colávamos na parede do quarto e as folhas escritas nos cadernos ou agendas, os bilhetes ou presentinhos eram arrumados numa caixa que guardávamos debaixo da cama ou no fundo do roupeiro.
Agora que acabaram os namoros e depois de se ter vivido com alguém, a suposta diferença entre adolescente e adulto há muito mais que fazer que até então... Começa-se por pôr um anel no sítio da aliança, apagam-se mensagens dos telemóveis, assinam-se papeis, cancelam-se umas e abrem-se outras contas no banco, fazem-se contas, outras contas, contas à vida, muda-se contratos de renda, água, luz, televisão, dividem-se móveis e outras futilidades, tiram-se fotografias e memórias das molduras e abandonamos o barco com a sensação de ter trabalhado num emprego do qual fomos despedidas porque o contracto expirou



6 comentários:

  1. Este post foi publicado ontem... Que lhe terá acontecido?

    ResponderEliminar
  2. Este post é-me estranhamente familiar...

    ResponderEliminar
  3. Bela conclusão...E disseste tudo :)

    ResponderEliminar
  4. http://afastsong.blogspot.com/

    Esta conversa resultou do post que li no blog acima, quando fiz referencia não consegui encontrá-lo, mas a autora encontrou-me :)

    Caso considere abuso eu tiro imediatamente, não é minha intenção "roubar" alguma coisa a alguém

    ResponderEliminar
  5. Por acaso já tinha lido ontem.

    ResponderEliminar
  6. É um virar de página definitivo!

    ResponderEliminar

*