| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Gosto disto

E depois é chegar a casa, mudar de roupa e ficar confortável, sentar-me à lareira de livro sobre as pernas enquanto oiço a chuva que lá fora cai, sem dó nem piedade, sem tréguas ou perdão, sem querer saber de quem a esta hora luta entre chuteiras e bolas de futebol, relva molhada e poças de lama, encontrões, quedas, poças de agua, e a chuva continua. Em dias assim o Piolho não toma banho nos balneários do clube, em casa espera-o um ambiente quentinho, banho preparado e toalha aquecida, pronta para o confortar, são pequenos mimos que damos / retribuímos e já não saberíamos conviver sem eles, habituamos-nos assim e assim somos felizes. A dois 

2 comentários:

*