| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

eu, que ANTI-TV me confesso




Entre muitas séries e filme deste fim de semana, ficou-me no ouvido esta frase:

 "sou tão romântico que me podia casar comigo mesmo" do filme Monstros&Companhia 


Eu também podia!
Mas não seria a mesma coisa, não seria mais, nem para além daquilo que tenho sido nos últimos tempos. As faltas e falhas que sinto hoje, os vazios e os espaços entre os dedos que deviam estar ocupados pelas mãos entrelaçadas, o investimento, os planos e programas e sonhos, as músicas e palavras, o viver pensando no futuro, noutros planos, a conjugação de verbos tão simples como partilhar, estar e viver, o dormir agarrada e acordar com um sorriso ao lado... A vida a dois sem pensar em problemas que inevitavelmente acarretam, mas que uma vida solitária também trás, e carregados em conjunto pesam muito menos

4 comentários:

  1. acordar com um sorriso ao lado.
    tornar os problemas mais leves a dois.

    Viver a vida mais levemente e com um sorriso maior.


    :*

    ResponderEliminar
  2. ´"Verdade...*)
    A vida a dois pode ser mais prazerosa*, mas quem sabe pode ser um pesadelo& , e ... o inimigo, às vezes dorme com a gente.
    Desculpe, ando azeda pra comentar, e sou só e não quero mais me casar.Traumas*)
    Um forte abraço da Mery*

    ResponderEliminar
  3. Oh pesam muito menos quando carregados a dois. Complecado de mais jogar este jogo sozinha. Especialmente com os piolhos ...cansa ter de carregar todos os papeis ( policia mau, policia bom, melhor amigo, mas mae prudente...ai tantos)

    ResponderEliminar

*