| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

sinto uma impotência tão grande em mim...

Há visitas que preferíamos não ter e isso foi visível hoje, esta noite, após o jantar, em família e durante o café entre amigos.
O seu olhar ficou caído quando a porta se abriu e do lado de fora estava o pai, e embora a visita tivesse sido curta, o resto da noite perdeu a magia, ainda apareceu depois o DEUS-Padrinho com a tábua de skate que o Piolho tanto queria, e a tia com os heddphones, ele ainda disfarçou, mas ao deitar desabou, e eu que tenho feito tanto para que o meu filho não sofra com a ausência/presença do pai. Eu sabia que mais tarde ou mais cedo isto aconteceria, ser mãe também é nunca se enganar e raramente ter dúvidas, as mães vêm equipadas com um chip de leitura do sentimento dos filhos...

6 comentários:

  1. Que porcaria de pai que ele tem.

    ResponderEliminar
  2. Esse sentimento de impotencia perante a dor dos filhos é das coisas mais frustrantes que existem.

    Beijo de luz e muita força

    ResponderEliminar
  3. O meu pai também nunca vinha ao meu aniversário. E tal como o teu piolho tinha e tenho a melhor mãe do mundo e por isso ele vai ultrapassar isso. Vai ficar sempre a tristeza principalmente se o pai não mudar mas ao menos ele terá sempre a certeza que tu estás sempre com ele no matter what :)

    ResponderEliminar
  4. é ele (o pai) que não sabe o que estába perder...

    ResponderEliminar

*