| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

As noites de domingo eram perfeitas



Por norma eram o prolongamento da tarde no sofá, filmes e lareira. Para o jantar, qualquer coisa servia, se nada houvesse sobrado de ontem a mãe traria com certeza a sopinha quente e acabada de fazer, caso contrário uns queijos e pão, estava perfeito. O Piolho ia dormir e nós continuávamos a nossa maratona de filmes e lareira, no inicio ficávamos assim, atirando mimos um ao outro, mais tarde e com o passar do tempo, já mais distantes, a companhia passou a ser apenas a tv e a lareira, ele tinha agora outras prioridades, ele tinha amigos e conhecidos à espera e eu por ali ficava, entregue a mim própria. Hoje continua igual, eu, os domingos à noite, a lareira, os filmes e o piolho a dormir, a diferença é que agora, ao contrário de antes, não preciso esperar por ninguém para ir para a cama pois sei que ninguém vem ter comigo. Hoje está tudo igual e uma vez que assim é, não há necessidade de contrariar o sono que me assombra, ele já não vem e eu não preciso esperar

4 comentários:

  1. Ele talvez fosse.
    Já o convidaste?

    ResponderEliminar
  2. :(

    Temos que conseguir viver em paz com esses passados tristes...

    São muitos anos para deixar de viver... ou viver suportando...

    Que possamos ressurgir das cinzas!

    Que em 2012 nossas Fênix possam re-nascer!

    ResponderEliminar
  3. Que te fiquem as boas lembranças

    ResponderEliminar

*