| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Os valores ou da sua falta


Fazem-me confusão as pessoas que entram e saem da vida sem deixar rasto e sem a preocupação com marcas que possam deixar, ainda que a passagem seja de minutos, horas, dias, anos, mail's, sítios, musicas, sonhos partilhados...
Comecei à tempos a valorizar mais, MUITO MAIS, a intensidade dos momentos felizes, porque devíamos não podemos estar sempre felizes, sempre a sorrir e sempre com boas sensações, mas à parte disso, das coisas simples da vida, aquelas que me apaixonam e que tenho ao alcance, todos os dias - sorrisos do Piolho, musica, mar, flores, chocolate, sol, mar, amigos - as outras, os objectos directos da paixão em si, não se controlam assim e nem vale o tempo que se passa a pensar em porquês