| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Os primos

À quanto tempo não estávamos juntos? À quanto tempo não nos riamos juntos? À quanto tempo não nos sentávamos juntos? À quanto tempo não brindávamos juntos? À quanto tempo???
Esta conversa deu pano para mangas, e que mangas, casacos e colchas... Recordámos, recordámos e recordámos, tentámos entender a origem da alcunha de cada um, e sai um brinde à alcunha, recordámos o local desse baptismo, e sai um brinde ao baptismo, recordámos que foi no jantar e 1538, quando fomos à praia naquela carrinha velha do pai de um, com sete assentos mas onde viajavam nove ou quinze, ou os que quisessem vir também, cabia tudo... E o Carnaval? Meu Deus, que saudades de outros Carnavais, um brinde ao Carnaval, e mais um brinde ao próximo Carnaval que está quase aí. E que tal combinar um jantar para nos voltarmos a juntar no próximo Carnaval? Inventamos uma fatiota e organizamos um grupo... Pois, pois... Um grupo onde possam entrar as crianças, já somos todos pais... Pois, pois... E se brindássemos aos casamentos em que estivemos todos juntos, aos que ainda duram, felizmente, sai mais um brinde, aos casamentos, e um brinde a nós, um brinde a quem passou pela nossa vida, um brinde a quem irá passar, um brinde à vida, um brinde ao amor... Um brinde aos amigos! Um brinde...

Se não fossem estes os meus amigos de infância, aqueles com quem brinquei nas ruas desta aldeia, se eu não estivesse naquele grupo, se estivesse de parte, a observar, diria que é tudo gente maluca, já com idade para ter juízo, mas assim, uma vez que eu, parte integrante do grupo, posso opinar, eu não diria, eu afirmaria! Sim, gente louca, mas gente feliz, gente que sorri e espalha sorrisos, que ajuda o próximo e que luta por ter e proporcionar vidas estáveis, gente com quem um dia brinquei, ontem recordei e sempre recordarei... Ontem, no jantar das tasquinhas

2 comentários:

  1. Quem não tem amigos acaba por viver só e triste.
    Acaba por se sentir isolado neste mundo onde cada vez mais, cada ser humano vive isolado em si próprio.

    :*

    ResponderEliminar

*