| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Presente!

Sou sempre a primeira única a ser chamada ao confessionário para os desabafos daqueles que me rodeiam, Porque é que as pessoas precisam tanto desabafar e raramente ouvir? Sinto-me como se fosse a corda que suporta os nós de cada um e mantém tudo de pé, quase nunca penso na forma como as coisas me atingem, quase nunca penso no que sinto e no quanto me carregam. Aprendi a voltar as atenções para atender necessidades alheias e acabei por me sufocar em histórias que não são minhas, aprendi a moldar-me a tudo e a todos, como se após um passo em falso ou ao menor deslize, tudo fosse desabar sobre mim. À demasiado tempo que falho comigo, não sendo verdadeira, honesta, não sendo eu, presa a coisas que não me satisfazem, a ambientes que não me agradam, a pessoas que me repugnam. Talvez o meu maior defeito seja pensar de mais em como minhas as acções vão afectar outros. Talvez eu devesse ter ouvido o conselho de uma velha amiga que me pediu para ser mais egoísta. 

Ando cansado de mais, ando a sentir na pele de mais… 

Há que começar a cobrar a atenção que dou e o tempo que empresto

1 comentário:

*