| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Do futebol e dos castigos


À pouco, ao inicio da manhã, em conversa com o treinador [de futebol] do Piolho para lhe dar conhecimento da ausência deste, nesta, e na próxima semana [pelo menos]

- Ah e tal, mas o Piolho é uma mais-valia para o clube!...  - Ah e tal, mas o Piolho joga em qualquer posição!...  - Ah e tal, mas o Piolho remata com qualquer dos pés!...  Pois sim, tudo isso eu sei, toda a gente me fala da mais valia que é o meu sobre-dotado-dos-pés mas infelizmente não é a mesma coisa na cabeça e por isso terá de assentar ideias, após esse período voltará em grande, de certo, só depende dele
- Ah e tal, mas por certo haveria outro castigo que não o futebol - havia sim, mas não era a mesma coisa e por estas e por outras, e tendo em conta que eu - MÃE - sou autoridade máxima, assumo responsabilidades e tomo decisões, esta está tomada e não se volta atrás. Lamento

Hoje,
segundo treino failed

10 comentários:

  1. por detrás de um miúdo com problemas.. estão sempre os pais com problemas...

    ResponderEliminar
  2. Essa teoria que descreve, dos problemas das crianças advirem de problemas dos pais não é generalizado. Acredite no que lhe digo. Tal como país com problemas não têm necessariamente de gerar ou oferecer de herança, problemas aos filhos
    Não sei com que intenção me dirigiu esse comentário, mas permita-me discordar de si

    Ainda assim, problemas são a luta da vida, resolvê-los, ultrapassá-los, Certo!?
    Felizmente, porque se tudo fosse fácil, que prazer teríamos em viver?

    ResponderEliminar
  3. Lendo o blog o modo como fala da ausência do pai do seu filho...
    Eu entendi que o seu filho tem motivos para ter problemas..

    Mas não volto a comentar.
    Desculpe a invasão.

    ResponderEliminar
  4. Tem MUITOS MAIS motivos para ser feliz, independentemente da presença ou ausência do pai. Felizmente não é pai quem gera, mas quem acompanha e nisso eu tenho a sorte de ter "muitos pais" para o meu filho, os amigos e família, aqueles que estão presentes sempre que é preciso. O que escrevo acerca da ausência do pai do meu filho, escrevo em tom de desabafo, mas se leu o blog deve ter percebido, com certeza que somos, ambos muito felizes, mesmo sem pai

    E os problemas que possam surgir nem sempre são, como acima disse, consequência de problemas paternos

    Faça o favor de comentar sempre que sinta vontade, é para isso que os comentários, assim como o blog está aberto aos leitores, mas permita-me discordar, de si ou de qualquer outro, sempre que a vossa opinião não vá de acordo com a minha. Presumo ter esse direito, respeitando sempre a opinião de cada qual, como neste caso, apenas discordei e justifiquei.
    Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Apesar de já ter dito o que achava desse castigo " ao teu piolho", acho que fazes muito bem em não voltar com a palavra atrás, pois isso seria muito pior.


    Se quiseres passar no meu blog, estás nomedada para um Award.

    ResponderEliminar
  6. Maria*
    Eu gostava MUITO, mas continuo impedida, manda-me o teu mail que eu faço um print screen da mensagem que aparece quando tento aceder, mas serei só eu a ter este problema?

    ResponderEliminar
  7. Para ele não basta apenas ter muitos pais e muitas mães.
    Ambos, Pai e Mãe... fazem falta.

    ResponderEliminar
  8. Qualquer pessoa tendo uma vida 90% perfeita.. por incrivel q pareça valoriza muito mais os 10% imperfeitos...

    ( e acho q o castigo é sempre justo.. falo eu a quem a minha mae partiu uma vassoura nas costas LOOL)

    ResponderEliminar
  9. Também fui castigada muitas vezes pela minha mãe e continuo a gostar dela da mesma forma (Cada vez mais) :)

    ResponderEliminar

*