| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

Faz frio lá fora.



E andam assim, meio embaciadas, as janelas da minha vida. Faz frio lá fora e eu queria poder juntar e concentrar todas as forças que tenho e ir de encontro a braços que abraçam e aquecem, mas faz frio lá fora e eu ando mais ou menos cansada porque tudo é mais ou menos intenso, mais ou menos sem querer, mais ou menos sem sentido, é tudo mais ou menos e eu assim continuo, mais ou menos à espera que o brilho do meu olhar me guie e se/me decida para que lado devo cair ir. Faz frio lá fora mas a minha visão ainda consegue ver tudo, mesmo que o tudo seja o caminho que me faz perder. Faz frio lá fora mas perder também é caminho. Faz frio lá fora e eu aqui esqueço que a vida continua. Esqueço o que sufoca. Faz frio lá fora. Sem medo. Abro a janela. Faz frio cá dentro. E o vento entra também, mexe com os meus cabelos e a brisa gelada refresca-me a cara. Começo a acreditar que o frio é um pretexto para me deixar estar. Ficar. Permanecer. Faz frio lá fora e por isso correrei...

3 comentários:

  1. Os dias estão a começar a ficar maiores... o sol vai aquecer... e a vida em breve vai melhorar. Vais ver.

    :*

    ResponderEliminar
  2. Adorei as tuas palavras...o frio que seja passageiro e que depressa te aqueça a alma e o coração...Beijinho

    ResponderEliminar

*