| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

do dia do pai, mas às mães






E neste dia do pai 

eu quero escrever para duas mães muito especiais, duas mães que têm tanto de mãe como de pai, a minha, pela sua presença, coragem e força ao assumir sempre ambos os papeis [mãe e pai], o meu pai que toda a vida trabalhou fora, chegava sempre com tempo contado para ficar e a hora sempre próxima de partir, foi ela que nos aconchegou a roupa, nos mediu a febre e teve pulso rijo para dizer não sempre que preciso foi, e ao mesmo tempo a mão doce que confortou e acariciou, que nos aconchegou... 
E depois a outra, aquela que ainda não conheço tão bem mas me conquistou pela força, pela coragem, pela alegria que transborda e contagia, pela educação exemplar que deu aos três filhos que sozinha criou, educou, ensinou e mimou, pelas vezes que se sacrificou por eles, pelo excesso de trabalho que horas a fio enfrentou em prol de um futuro para cada um dos seus rebentos, hoje adultos e pessoas extremamente fantásticas que tive o prazer de encontrar nesta caminhada da vida

dois grandes pilares que servem de exemplo e força, tão igualmente sozinha mas cheia da maior riqueza...
O amor de mãe que também é pai