| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

esqueci-me, não me lembrei e sim mãe.




E neste momento as palavras de ordem são esqueci-me, não me lembrei e sim mãe
Neste momento as culpas são sempre dos outros, tal como os erros, as falhas e as más atitudes. 
Neste momento a vida resume-se às sapatilhas-novas do Joaquim, ao casaco-novo do Manel, à tábua-nova [do skate] do Rodrigo, à bicicleta-nova do Diogo, à viagem de férias-maravilha do João, ao jogo-novo do António, ao emprego-fantástico da mãe do Rúben, à casa de férias-na praia do Pedro, à piscina-enorme do André, ao carro-desportivo do pai do Marco

E eu olho para ti e vejo tanto sacrifício que fiz em cada um de todos os centímetros que cresceste até hoje, tanto amor, tanto carinho e tanta atenção que diariamente te dou e custa-me tanto que tu não consigas perceber que a riqueza que tens é infinitamente maior e melhor que qualquer bem material de qualquer um daqueles que te rodeiam


16 comentários:

  1. Sabes o que acontece com os filhos?
    Se não lhes és uma presença quando são pequenos...
    ...não te serão uma presença quando fores velho.

    ResponderEliminar
  2. eu bem sei o que é isso...tenho um com 15 anos e uma menina com 8 anos...
    há valores importantes a transmitir e fazemos por isso...mas nem sempre corre tudo sobre rodas!!!
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Acredito que sejam apenas fases (más)

    ResponderEliminar
  4. Pois eu acho isso naturalíssimo. Todos nós passamos pelo mesmo. Existem pessoas que têm memória curta e outros que culpabilizam os pais por tudo. Eu não acho que tenhas culpa nenhuma, acho apenas que o teu filhote está a passar uma das muitas fases que passam ao longo da vida. Uma fase que magoa os pais, mas que vai passar.

    ResponderEliminar
  5. Acho que só mais tarde é que amadurecem o suficiente para perceber o que é realmente importante, infelizmente ainda não é agora.

    ResponderEliminar
  6. eu continuo a acreditar no amanhã

    ResponderEliminar
  7. São sem duvida fases menos boas...

    Beijo e animo

    ResponderEliminar
  8. Um dia ele vai perceber isso tudo.. :)

    ResponderEliminar
  9. um dia ele vai perceber ... agora é tempo de ser apenas uma criança, como todos os outros ... força querida**

    ResponderEliminar
  10. é uma fase, todas nos as tivemos =)

    Maria

    ResponderEliminar
  11. Dá-lhe tempo, ele vai perceber isso. Deve ser apenas uma fase. Bj**

    ResponderEliminar
  12. Não sei o que comentar. Pode ser só uma fase, pode ser uma forme de susbtituição (acontece muito com filhos de pais divorciados). O que acho é que tens que continuar a dar-lhe o teu amor e a dizer que não. Aproveita agora que devíamos todos estar a aproveitar a crise para ensinar que não estamos mais na era do ter mas na do ser.

    Todo o teu blog mostra uma sensibilidade maravilhosa. A escolha das frases, a escolha das imagens. Parabéns por isso. parabéns por seres apenas uma mãe com medos, dúvidas, desejos, esperanças e muito amor.

    ResponderEliminar
  13. São só fases. Já passamos todos por isso. Eu então fui do mais insuportável para a minha mãe, adolescentezinha irritante -.- Hoje sei desvalorizar esses dramas e dar valor aos meus pais e ao que fizeram e fazem por mim e pelos meus irmãos. E tenho uma irmã a passar pela fase do seu filho, que é tal e qual a ele. É verdade. São clones insuportáveis, mas um dia, graças aos bons pais que têm, hão-de ser umas pessoas porreiras ;)

    ***

    ResponderEliminar
  14. Todo o sacrifício, todos os valores incutidos, todo o amor dado nunca serão demais. Mais tarde ou mais cedo ele vai ter essas certezas!

    ResponderEliminar

*