| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

nesta data (muito) querida




Há quatro anos atrás estava um dia igual a este, mais frio, talvez. A mana barriguda, tinha feito a ultima consulta e sabíamos que seria no dia de hoje, estava tudo a postos, tudo preparado e tudo ansioso para ter nos braços a vida gerada naquela barriga. Nasceu a menina dos meus olhos, a ternura em pessoa, a minha menina que agora, nos seus frescos quatro anos ama quando lhe digo ser a sobrinha pefída mesmo não sabendo o significado da palavra, o peso que carrega em si, o amor que contém. Hoje sopram-se quatro velas de um amor que é alimentado com carinho, abraços e beijos, todos os dias.    
Parabéns Jôzinha

4 comentários:

*