| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

provas


O filho ligou agora. E chorou. 
Dei-lhe a força que tinha e depois caí. 
Festejamos hoje os dezoito anos do vizinho do lado, primo, amigo, companheiro e parceiro deste filho em tudo, do estudo, às tardes de ping-pong, competições de jogos ou passeios de bicicleta, matraquilhos e jogos de futebol que improvisam, partilham sofá e a luta pelo comando, a divisão dos lanches, o kako é um dos ídolos deste filho. A festa é hoje, o filho está com os avós e o pai não dá autorização para que venha, é um dia triste na ainda curta vida deste filho. O pai está a trabalhar o mesmo que para a segurança social está desempregado e não pode estar com ele, fica com os avós, mas caramba é a festa do primo que lhe é tudo e ele não pode vir porque não o deixam.

PAIS SEPARADOS: são estas atitudes que afastam os vossos filhos, não a velha teoria de 'a tua mãe põem-te contra mim' porque se o pai ou mãe for um pai ou mãe a sério, podem dizer o que quiserem, a opinião das crianças não muda, nestas coisas não contam palavras, contam atitudes e é por isso que, por pior que este pai me pinte, o filho não muda uma virgula daquilo que pensa de mim e é por estas atitudes de pai não obstante as minhas imposições de respeito por ele que este filho se vai afastando e construindo uma muralha.



Não imagino o quanto doí crescer a assistir a guerras de pais se eu entrei em pânico nas duas ou três vezes que nos meus trinta anos de vida vi os meus pais discutirem durante um máximo de dois minutos.

5 comentários:

  1. Desculpa o desabafo:

    São tão filhos da pu**, mas tão... estou farta de ver merdas dessas. E essa do " a mãe põe o filho contra o pai" é de rir. Os filhos são quê: uns atrasados mentais?

    Olha, eu tenho as costas largas. Bem largas, para justificar tudo o que não fazem por ela... enfim! Tenho imensa pena do teu filho, estas merdas é que os Tribunais não vêm, nem o Ministério Público nem essa gente toda que ganha às nossas custas e que o dever é proteger as crianças!

    ResponderEliminar
  2. È que ser pai não é ser dono. Ser pai não é negar pensão de alimentos. Ser pai não é ter direitos isolados de deveres. Os homens conseguem ser uns trastes.

    ResponderEliminar
  3. São sacanas....tenho uma colega a passar pelo mesmo. Agora,já com o miúdo com 12 anos é que quer guarda partilhada. Nunca deu um cêntimo que fosse para ajudá-lo a criar. E nem sei porque é que ela ainda o deixa ir aos fins de semana ter com o pai...

    ResponderEliminar
  4. Acho que pais separados devem respeitar-se mutuamente... e devem respeitar vontades e acontecimentos especiais da vida dos filhos.

    ResponderEliminar

*