| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

queridas pessoas todas, o recado é este

já não tenho paciência para algumas coisas
não porque me tenha tornado arrogante mas simplesmente porque cheguei a um ponto da minha vida em que não me apetece perder mais tempo com aquilo que me desagrada ou fere, não tenho pachorra para cinismo, criticas em excesso e exigências de qualquer natureza, perdi a vontade de agradar a quem não agrado, de amar a quem não me ama, de sorrir para quem quer retirar-me o sorriso, já não dedico um minuto que seja a quem me mente ou quer manipular, decidi não conviver mais com preciosismo, hipocrisia, desonestidade e elogios baratos, já não consigo tolerar eruditismo selectivo e altivez académica, não compactuo mais com bairrismos ou coscuvilhice, não suporto conflitos e comparações, acredito num mundo de opostos e por isso evito pessoas de carácter rígido e inflexível, na amizade desagrada-me a falta de lealdade e a traição e não lido nada bem com quem não sabe elogiar ou incentivar

Meryl Streep

| via |

3 comentários:

  1. Falta-me esse passo,

    ResponderEliminar
  2. São as muitas coisas boas que a idade nos traz. Sermos nós próprias e parar de engolir o que não interessa traz uma enorme leveza.

    ResponderEliminar

*