| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

| quatro paredes caiadas |

fim de semana | 
há uma família que tantas vezes fica para trás mas continua a receber-me de braços abertos e sorrisos na cara, ainda assim, não posso negar o peso de consciência que levo quando deixo os meus rapazes para ser escuteira. no sábado iniciei uma nova etapa desta nova vida, será um ano cheio de actividades e continuo a contar com o apoio dos dois, a paciência e o mesmo sorriso e o mesmo abraço em cada regresso. passeio o dia com um novo grupo de trabalho, deixei tarefas delegadas em casa e o aviso que não se esquecessem do presente de aniversário para a festa que tinham nessa tarde, à noite, quando cheguei, cansada, o jantar estava servido e esperava-me ainda a fumegar, os braços abertos e o sorriso rasgado e mais uma vez encontrei em casa a resposta e a recompensa
no domingo voltou a correria, levantar, votar e reunir, havia um planeamento para fazer, há um ano inteiro para preparar e crianças para ajudar a crescer felizes neste agrupamento há quatro crianças sem mãe, são da idade do meu filho e podia ser o meu filho é isto que me move e me impede de ficar indiferente. a actividade deste dia, para além da praxe à caloira-moi! deu-me a conhecer um sitio proibido onde eu aconselho que se afastem sob pena de ficarem viciados como eu 

regressei a casa já pela noite e o cenário era o mesmo, dois sorrisos e quatro braços à minha espera e o meu lado bairrista com a lembrança desta musica, sempre

[tão cansada quanto feliz]

Sem comentários:

Enviar um comentário

*