| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

| a chuva do fim de semana |

as desilusões acontecem de mão ao peito 'por minha culpa, minha tão grande culpa' pela expectativa, a crença de que fariam o mesmo por mim, porque me ponho para trás, a jeito, disponível, atenta, interessada... porque construo sonhos em cima de grandes pessoas e com o passar do tempo percebo que grandes eram os sonhos e não as pessoas. demoro demasiado tempo para perceber que estou a cair, demoro demasiado tempo a sentir o impacto da queda no chão, a aperceber-me das feridas e a começar a tratá-las. este fim de semana chorei por isto, porque senti a queda, o impacto, as dores e vi as feridas, agora não sei quanto tempo a vida me vai cobrar para sarar tudo isto, provavelmente o resto da vida. mas chorei e isso limpou-me parte da raiva, as feridas infectadas e os tais sonhos, os grandes em cima de pequenas pessoas 

4 comentários:

  1. Respostas
    1. tenho uma mania terrível de achar que 'os outros' fariam o mesmo por mim... só que não [e eu lido muito mal com os não's]

      Eliminar
  2. Por vezes vivemos numa correria que nem nos apercebemos das coisas, só quando temos um tempinho para nós e para pensar é que sentimos o que realmente foi dito ou feito pelos outros. Vá, ânimo, és uma guerreira...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ou então é só uma questão de troca de prioridades

      Eliminar

*