| p r e f á c i o |

|odiario.blog@gmail.com|

| parece mentira |

para tudo existe um momento certo, até para desistir das coisas e uma das máximas da minha vida é não estar a mais, nem dar azo a situações em que isso aconteça. não troquei o blog por um bloco de notas, mas o que seria uma ausência de dias, passou a semanas e entretanto meses

descobri-me cinderela de um saudoso cavaleiro andante que há anos atrás me partiu o coração, perdida naquele vazio que só os corações partidos conhecem, senti necessidade de gritar bem alto tudo o que ia cá dentro, foi assim que nasceu o blog, o primeiro e muitos posts depois que me permitiram expressar medos e frustrações de quem ainda não tinha encontrado um lugar no mundo. o desabafo escondido entre vírgulas e palavras de muitos textos neste blog trouxeram a paz que há muito não sentia, suavizou-me a amargura dos primeiros tempos, mas mais do que o que escrevi, o que me trouxe de regresso ao mundo real foram as vozes que apareceram do outro lado, os mails e comentários, nem todos compassivos ou cordiais, mas mesmo os críticos e mordazes trouxeram serenidade e fizeram-me sentir ouvida afinal, não é necessário activar uma bomba nem matar gente para que o mundo nos ouça bastou escrever umas palavras e enfiar a mensagem numa garrafa por este mar da internet -porque há sempre quem oiça os nossos gritos e com toda a certeza não estamos sozinhos no mundo, as minhas alegrias, tristezas, inseguranças, são afinal as mesmas de todos e um ou outro não é especial, somos todos, à maneira e feitio de cada um

estou grata pelo que partilhei, por ser ouvida, aceite, respeitada e compreendida, por não ter sido esquecida, no fundo todos queremos ser imortais, ainda que seja num pequeno e desconhecido blog da internet


* FIM *




9 comentários:

  1. Respostas
    1. é verdade minha querida
      não faz sentido continuar a alimentar uma história que nos pesa tão negativamente
      foi bom estar aqui, será bom vir a estar noutro lado certamente, se um dia voltar à blogo, volto aqui para indicar a nova morada

      [este texto também é um bocadinho teu]

      Eliminar
  2. Ohhh que caraças... fico tão triste... e o insta também vai? :(

    ResponderEliminar
  3. o insta fica, mantém-se
    a fotografia continua a ser parte de mim

    [e cá hei-de voltar, quando mais não seja para deixar uma nova morada] obrigada por tudo

    ResponderEliminar
  4. Anónimo4/01/2016

    Uma pessoa dá-se ao trabalho de ir buscar sentimentos lá bem ao fundo do caldeirão, compor um texto bonito para amanhã vir dar o dito por não dito?

    pffffffff. NÃO ACREDITO!!!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo4/04/2016

    Oooooohhhhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo4/06/2016

    Ohhh fico triste!! Adoro ler o seu blog....gosto mesmo, faz-me bem à alma...mãe de lobita e explorador...:( fico a espera de nova morada se houver. Bjho tudo de bom é o que lhe desejo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. haverá certamente um novo lugar
      um dia, talvez

      Eliminar
  7. Ja passei pelo mesmo, deixei um e criei este... As vezes precisamos...
    Volta rapido e avisa *

    ResponderEliminar

*